tamanho da letra : imprimir

Varejo & Experiência

E você, gosta da segunda-feira?

Richard Vinic
é palestrante, consultor, professor e apaixonado pelo mundo das compras

Provavelmente, você já elegeu há muito seu dia da semana preferido. Seja por questões pessoais ou profissionais, é natural escolher o dia de que mais se gosta ou se identifica.

Por conta do segmento em que atuam, para determinados profissionais, certos dias da semana são considerados mais interessantes em relação aos demais, em função da quantidade de clientes que os procuram ou frequentam suas lojas.

Para o varejo, normalmente a segunda-feira é um dia mais tranquilo, depois da agitação do fim de semana. Já para quem trabalha em indústria ou escritório, a segunda-feira é o inicio da semana, o primeiro dia após o tão esperado final de semana.

E por falar em final de semana, acredito que você também concorde que os dois esperados dias de descanso passam tão rápido, não é mesmo? É por isso que eu lhe pergunto, prezado leitor: “você gosta da segunda-feira?”.

Mesmo à distância, quase posso imaginar sua resposta, que certamente não será diferente da maioria dos demais leitores desta revista e dos habitantes do planeta: “não, eu não gosto (ou odeio) a segunda-feira”.

Vou confessar que a segunda-feira também nunca foi meu dia preferido. Recentemente, comecei a fazer essa pergunta durante as minhas palestras e pude constatar que talvez seja o dia menos desejado pelas pessoas. Costumo brincar sobre aquele sentimento de final de domingo, quando ouvimos a música de abertura do Domingão do Faustão e, depois, a do Fantástico. Aquela inconfundível trilha sonora do fim de domingo traz um sentimento de fim de festa, de que está acabando o final de semana, fazendo lembrar que vai começar tudo de novo.

Obviamente, concordo que o sábado e o domingo são maravilhosos, são uma importante pausa (para os que não trabalham nesses dias) para estar com a família e os amigos, dormir um pouco mais, descansar, passear ou, simplesmente, não fazer nada.

Mesmo reconhecendo tudo isso, acredito que é possível mudar esse sentimento em relação às segundas-feiras. Todos têm sonhos e para realizar cada um desses sonhos, precisa-se da segunda-feira; o início de tudo se dá nesse dia. A semana começa às segundas e, sem ela, não haveria a terça, a quinta, os sábados e os domingos.

É curioso o ser humano ter desenvolvido esse sentimento em relação ao primeiro dia da semana. Pense nisso! Talvez a segunda-feira não seja e não será o seu dia preferido, mas encará-la como o inicio de mais uma semana em que se irá em busca do que se deseja possa minimizar sentimentos desfavoráveis.

Contagie-se com essa ideia: ame a segunda-feira!

Enviar por email

Compartilhar

Últimas edições