tamanho da letra : imprimir

Espaço do Eric

A visão da mulher grávida parte 2

Eric Gozlan
o óptico francês está estabelecido em Curitiba com a óptica Eric Gozlan Lunettes
Neste segundo e último capítulo da série, o colunista Eric Gozlan fala de alterações na visão da mulher durante a gravidez como sensibilidade à luz, hipertensão e diabetes.

Além das aparentes mudanças, a gravidez também pode gerar alterações na visão. As mudanças hormonais, naturais desse período tão particular na vida de mulher, podem gerar distúrbios visuais leves e temporários que desaparecem após a gravidez. Mas alguns casos mais sérios requerem o acompanhamento de um oftalmologista. O correto é fazer um exame de rotina a cada três meses com um especialista. Veja a seguir mais algumas das alterações que podem ocorrer durante essa fase.

Sensibilidade à luz

As variações hormonais podem trazer enxaquecas, além de causar (ou aumentar) a sensibilidade à luz. Óculos escuros ajudam bastante. E o mais importante é nunca se automedicar com colírios ou remédios.

Hipertensão

A pressão arterial precisa ser controlada durante a gravidez, já que, índices muito elevados podem provocar descolamento de retina. O aparecimento de moscas volantes e visão borrada podem significar pressão alta, o que pede uma visita urgente ao médico.

Diabetes

Em caso de diabetes (independentemente de ser preexistente ou decorrente da gravidez), o cuidado com a visão tem de ser redobrado, já que, em situações extremas, podem ocorrer complicações na retina. A visão manchada indica níveis altos de açúcar no sangue e, obviamente, é necessário acompanhamento medico durante toda a gestação.

E vale cuidar precocemente tanto da hipertensão quanto do diabetes a fim de garantir a saúde da mãe e do bebê. Geralmente, a maioria dos sintomas desaparece após o nascimento, mas é sempre recomendado à futura mamãe que consulte seu oftalmologista, mesmo em caso de sintomas leves.

Enviar por email

Compartilhar

Últimas edições