tamanho da letra : imprimir

Mais uma MinasÓptica

De 7 a 9 de julho, o Expominas recebeu a sexta edição da MinasÓptica, a feira realizada pela MG Marketing com o apoio do Sindióptica local.
Andrea Tavares Andrea Tavares e Debora Alves

Enviar por email

Compartilhar

Quando foi criada, em 2006, uma feira óptica em Minas Gerais parecia uma alternativa muito atraente para aquecer as vendas naquele mercado, inclusive graças ao incentivo fiscal concedido pelo governo do estado de 150 dias para o recolhimento do Imposto de circulação de mercadorias e serviços (ICMS) sobre as compras realizadas durante o evento. Além disso, surgia como uma ótima oportunidade de prestigiar o varejo local e consolidar relacionamentos, especialmente para os que mantêm a crença de que mineiros são simpáticos, mas arredios na hora de fazer negócios.

Cinco anos e seis edições depois, a percepção é um pouco diferente. Para começar, a de que o mineiro não prestigia seus locais, já que corredores lotados nunca foram o forte dessa feira, especialmente nos últimos três anos, quando o movimento só aquece no terceiro e último dia. Afinal, por mais que seja bem organizado e ofereça boa infra-estrutura a visitantes e expositores, um evento desse porte só é considerado um sucesso quando o público presente faz jus a toda essa estrutura e ao investimento das empresas que lá estão lançando suas coleções e oferecendo seus serviços.

Em 2011, não foi diferente: realizada de 7 a 9 de julho, no Expominas, a edição de número 6 da MinasÓptica deixou a desejar em termos de visitação. Foram muito poucas as empresas que encerraram sua participação declarando um saldo positivo nos negócios realizados durante a feira. Sim, estabelecer-se de forma mais sólida no mercado mineiro, estreitando laços com os lojistas dessa praça, pode ter um bom peso na avaliação da participação de um expositor, mas o que todo mundo deseja é um evento muito bem-sucedido em que, além de estabelecer novos vínculos e reafirmar os já existentes, todos façam ótimas vendas e justifiquem sua participação.

Os organizadores divulgaram R$ 10 milhões de movimento e presença de 8 mil profissionais nesta edição de 2011, mas esse total, provavelmente, não seja suficiente para fazer todos os expositores felizes no final do evento.

Projeto social e celebridade – O primeiro destaque da feira foi o Boa Visão, parceria da organização do evento com as secretarias estaduais de desenvolvimento e educação para oferecer exames gratuitos de acuidade visual e, quando necessária, correção por meio de óculos a cerca de 100 crianças de escolas públicas da capital mineira – do total de crianças testadas, 60% necessitaram de correção visual.

O segundo foi a visita do atleta Gustavo Kuerten, que assina uma marca de óculos em parceria com a Lougge. Presente pela primeira vez em um evento do ramo, o tenista brasileiro de maior projeção mundial movimentou a feira na tarde de 8 de julho. Veja na próxima página, a entrevista concedida com exclusividade à VIEW, antes de sua chegada ao stand da Lougge para receber o público da feira.

Expositores

Ágape

Alphaline

Arteres

ARK

Clear Optical

CT Collection

Divine

Esperança

Fil Paris

General Optical

Grupo Di Vialle

Hinox

Instituto Filadélfia

Jaguar

Kristal

Lenço Mágico

Lougge

MacLens

Marinus

Martinato

Master Glasses

Montmartre

Optiminas

Perego

Prosol

PSA Nilo

Raem

Suntech Supplies

Segment

Stepper

Tecnobrasil

Tooling

Viva

 

 

Enviar por email

Compartilhar

Últimas edições