tamanho da letra : imprimir

Diário da Redação

Diário da Redação

Enviar por email

Compartilhar

#Hello! Olha mais uma edição aqui outra vez e este Diário da Redação (DR) conta o que movimentou o nosso dia a dia enquanto produzíamos esta revista que você tem em mãos. Vem com a gente!

#NaLinhaComFernanda São Paulo teve a primeira edição de sua Call Parade de 20 de maio maio a 24 de junho e a VIEW tem motivo para se orgulhar. Nessa “exposição urbana” promovida pela empresa de telefonia Vivo nos mesmos moldes da Cow Parade, o evento que “preenche” temporariamente as ruas de várias cidades do mundo com vacas pintadas e decoradas por artistas locais, 100 orelhões localizados nos principais bairros da cidade receberam a arte de profissionais brasileiros, dentre eles a de Fernanda Guedes, uma das artistas que integra o time de colaboradores da VIEW com as ilustrações que a gente tanto curte. Fernanda (na foto abaixo, “usando” a sua obra) ilustrou seu telefone com o tema Asas, que ficou exposto no número 1227 da Avenida Paulista e a VIEW curtiu muito!

 

© Guilherme Guedes Vieira

 

Asas: a obra da nossa colaboradora Fernanda Guedes

© Divulgação

#MindTheGlasses É da natureza do líder, seja pessoa, empresa ou um veículo de comunicação, servir de referência a seus pares. É assim que funciona. Só que às vezes parece que esse desejo de ser tão bom quanto o número um confunde um pouco a cabeça desses seguidores, que passam a reproduzir o que o líder faz em vez de desenvolver sua criatividade e buscar seu caminho próprio. Aqui na redação, quando a gente constata isso, colocamos na balança a gratidão pela homenagem e a pirataria editorial e torcemos muito para que sempre encaremos essas situações com um “obrigada pela homenagem”.

E mais uma vez, foi assim. Recentemente, chegou à redação a notícia de que o Mind the glasses, o nome que criamos com tanto carinho para as nossas matérias mais que especiais feitas em Londres sempre que um de nossos colaboradores está por lá, havia sido copiado para um novo projeto alheio. Não há como impedir tal cópia, mas vale deixar registrado, mais uma vez, que agradecemos a homenagem, mas Mind the glasses é coisa nossa. Coisa das nossas cabeças, da nossa criatividade. Podem até copiar, mas o nosso é o original! J

 

#ÉAssimÓ No DR da edição passada, a VIEW 121, a gente comentou o quanto amávamos a língua portuguesa, mas, antes de tudo, amávamos as palavras independentemente do berço em que nasceram. Até porque a VIEW já trouxe esse componente em seu DNA, afinal nosso nome é uma palavra em inglês (cujo significado é “visão”, “vista”, “ver”) e, curiosamente, sua pronúncia é semelhante ao passado do verbo “ver” em português: “VÍ-u”. E o curioso é que há muito a gente se preocupa em trazer a pronúncia de vários termos e marcas estrangeiros e nunca nos lembramos de explicar a pronúncia do nosso nome. Por isso, a partir desta edição, ela estará sempre com a gente aqui no DR.

#Até+ A gente fica por aqui e, enquanto você degusta esta edição, estamos preparando a VIEW 123 com muito carinho. Até lá!

www.facebook.com/revistaview

www.twitter.com/revistaview

www.revistaview.com.br

revistaview@revistaview.com.br

 

Enviar por email

Compartilhar

Últimas edições