tamanho da letra : imprimir

A óptica no mundo

Um giro pelo universo óptico

Enviar por email

Compartilhar

Essilor

Transitions na casa
A Essilor anunciou, no início de abril, a conclusão da aquisição dos 51% da Transitions até então pertencentes à PPG e de 100% do capital da Intercast, a indústria italiana de lentes solares.

Antes da aquisição, anunciada em 29 de julho de 2013, Essilor e PPG mantinham desde 1990 uma joint venture (do inglês, algo como “empreendimento conjunto” e expressão do mundo dos negócios que denota a associação de empresas para a realização de um novo empreendimento comercial) para gerir a operação Transitions, com 49% para a primeira e 51% para a segunda.

O valor da transação, um dos mais altos da indústria óptica nos últimos anos, ficou em US$ 1,73 bilhão, sujeito aos habituais ajustes pós-fechamento, além de outros US$ 125 milhões a serem pagos no decorrer dos próximos cinco anos.

Após passar por processos regulatórios exigidos por autoridades governamentais, a transação foi aprovada por Alemanha, Austrália, Brasil, Espanha, Estados Unidos, Inglaterra, Nova Zelândia e Portugal. Com isso, tanto Transitions quanto Intercast passaram a figurar de forma integral nos demonstrativos financeiros da Essilor desde 1º de abril.

Segundo a PPG, em 2013, a joint venture Transitions e o negócio da Intercast somaram vendas líquidas de US$ 874 milhões. A Transitions computou vendas de US$ 844 milhões no ano passado, US$ 279 milhões dos quais obtidos das parcerias com outros fabricantes de lentes oftálmicas que não a Essilor.

No mesmo dia também foram divulgadas mudanças na liderança da Transitions. A começar da aposentadoria do vice-presidente sênior de óptica da PPG e CEO (do inglês, “Chief Executive Officer”, sigla que denomina o cargo de diretor executivo) da Transitions, Richard Elias, com 40 anos de carreira na PPG e quase 24 anos na empresa de lentes fotossensíveis. Já o presidente, Dave Cole, aceitou a promoção a vice-presidente da PPG para o negócio de revestimentos para embalagens após quase 24 anos na Transitions.

Com isso, o presidente passa a ser o executivo Paddy McDermott, que se reportará imediatamente ao vice-presidente sênior de parcerias estratégias da Essilor, Bertrand Roy. O executivo começou na Transitions em 1993 e ocupou vários cargos-chave na estrutura da empresa e foi o responsável pela abertura da fábrica na Irlanda e depois atuou como diretor de operações e serviços ao cliente para a Europa, diretor da cadeia de fornecimento global e líder global de tecnologia da informação. Mais recentemente, ocupou a posição de diretor global responsável por iniciativas estratégicas.

Já o executivo Bertrand Roy será o responsável pela Transitions no universo Essilor. Roy trabalha para a corporação francesa há cerca de 27 anos e também atuou na empresa de lentes fotossensíveis em várias funções, inclusive como diretor executivo e membro do conselho.

Também ocorreram outras mudanças na liderança da Transitions. McDermott anunciou a saída de três executivos seniors, todos funcionários de longa data: o diretor global de marketing, Alexis Cardona, o gerente geral para a América do Norte, Brian Hauser e o diretor Grady Lenski. McDermott informou que ele próprio cuidará do marketing global da empresa, já Bertrand Roy passa a ocupar também o posto de gerente geral da Transitions para a América do Norte.

Michael Kors

Da Marchon para a Luxottica
Em 15 de abril, chegaram ao fim as especulações sobre a nova corporação detentora da licença para desenvolvimento, produção e distribuição mundial das coleções de óculos do estilista norte-americano Michael Kors. Depois de uma bem-sucedida relação de nove anos com a Marchon, Kors passou o bastão de seus negócios de óptica para a Luxottica. O novo acordo de licenciamento tem validade a partir de 1º de janeiro e duração de dez anos.

A Luxottica produzirá coleções de óculos das duas linhas do fashion designer, Michael Kors Collection e Michael Michael Kors, com previsão de lançamento para setembro de 2015, que serão vendidas nas lojas do estilista pelo mundo afora, lojas de departamento, varejo de viagem (lojas duty-free), ópticas independentes e pontos de venda das redes que integram a divisão de varejo da Luxottica.

Essilor

Novo centro de pesquisas
A Essilor inaugurou no início de maio seu Centro para inovação e Tecnologias (CI&T) em Creteil, França, denominado “o maior campus privado dedicado à pesquisa e à inovação na indústria óptica oftálmica”. Segundo a empresa francesa, o objetivo do novo campus é impulsionar os limites físicos das lentes oftálmicas para melhor atender e antecipar as necessidades dos consumidores.

O novo centro europeu reúne as equipes de pesquisa e engenharia em um único local, estimulando a colaboração e acelerando projetos, bem como o lançamento de novos produtos e tecnologias. Ao lado de outras duas unidades do CI&T, um em Dallas, Estados Unidos, outro em Cingapura, complementa a organização global da pesquisa da empresa.

Marcolin

Renovação de Skechers
A corporação italiana de óptica anunciou a renovação do contrato mundial para criação, produção e desenvolvimento da coleção de armações de receituário e óculos solares da Skechers, a marca norte-americana de calçados.

Inicialmente lançado em 2010 por meio de uma parceria de licenciamento com a também norte-americana Viva International, o novo acordo plurianual foi expandido para incluir a Marcolin, que adquiriu a Viva em dezembro.

Nos Estados Unidos, as armações de receituário e os modelos solares da Skechers são comercializados em ópticas e em sites “autorizados” como Framesdirect.com e Glasses.com. Os óculos solares são vendidos também em lojas de departamento e lojas próprias da marca.

Essilor

Compra de laboratório
No último dia de abril, a Essilor divulgou a compra do iCoat, laboratório situado em Santa Fe Springs, estado norte-americano da Califórnia, que movimentou US$ 26 milhões de receita anual, originário, basicamente, de redes de óptica e companhias de seguro saúde para a visão. O laboratório é conhecido pela ampla capacidade de pesquisa e desenvolvimento, que geraram produtos como antirreflexo inoxidável, um revestimento para lentes superoleofóbico etc.

Enviar por email

Compartilhar

Últimas edições