tamanho da letra : imprimir

A óptica no mundo

A óptica no mundo

Enviar por email

Compartilhar

Revolution Eyewear

Robert Graham na casa

A californiana Revolution Eyewear adicionou uma nova marca a seu portfólio: a Robert Graham, fundada em 2001 pelo designer norte-americano Robert Stock, responsável por criar em parceria com Ralph Lauren a marca Chaps.

A Robert Graham tem por definição o ecletismo norte-americano em coleções masculinas, femininas, jeans premium, acessórios, itens para casa etc. O contrato para criar, produzir e comercializar as armações de receituário e os óculos solares da marca é plurianual. Os primeiros protótipos das peças masculinas serão apresentados durante a feira novaiorquina Vision Expo, em março, e a coleção completa será lançada no final de maio.

 

Pearle Vision

Expansão em 2013

A rede Pearle Vision, que integra a divisão de varejo da Luxottica e conta com 622 pontos de venda nos Estados Unidos (266 próprios e 356 franqueados), anunciou seus planos de expansão em solo norte-americano para este ano, que incluem o “relicenciamento” de 34 pontos de venda em três estados, com a conversão de lojas próprias em franquias. As cidades são Jacksonville, Miami, Naples, Orlando e West Palm Beach (na Flórida); Cincinnati, Cleveland e Columbus (em Ohio) e Detroit, Flint, Grand Rapids e Lansing (em Michigan).

Os candidatos a franqueados dos pontos até então próprios da Pearle Vision devem ter um patrimônio líquido de US$ 300 mil e ativos líquidos no valor de US$ 100 mil. O investimento inicial vai de US$ 282 mil a US$ 573 mil, incluindo US$ 30 mil de taxa de licenciamento. Em 2011, as lojas franqueadas da rede tiveram vendas médias de US$ 742 mil.

 

Roi by Eyewear

Renovação com Bulova

A norte-americana Eyewear by Roi anunciou a renovação do contrato até 2016 para o desenvolvimento, a fabricação e a distribuição das coleções de óculos da marca de relógios Bulova, sob os nomes Bulova, Bulova Twist Titanium, Caravelle by Bulova, Bulova Interchangeables e Wittnauer. A relação entre as duas empresas é de longa data: começou em 1995.

 

REM Eyewear

Renovação com John Varvatos

A californiana REM Eyewear anunciou a renovação da licença para criação, produção e comercialização da coleção de óculos do designer norte-americano John Varvatos até 2018. A extensão do contrato com a REM coincide com a expansão global da marca de Varvatos, que conquistou três vezes o respeitado prêmio de Designer do ano concedido pelo Council of Fashion Designers of America, o conselho norte-americano de designers de moda.

Luxottica

Resultados de 2012

A gigante italiana divulgou seus números referentes ao ano fiscal de 2012, anunciando, um crescimento líquido nas vendas de 13,9%, o que a levou ao recorde de vendas de € 7,09 bilhões. A divisão de atacado gerou € 2,77 bilhões, com uma evolução de 12,9% em relação ao ano anterior. Já a divisão de varejo teve vendas € 4,31 bilhões, uma alta de 14,5% quando comparada a 2011. O aumento das vendas dos pontos de venda norte-americanos bateu os 6%, enquanto nos países emergentes esse percentual foi de 11%.

O CEO (do inglês, “Chief Operating Officer“, sigla que denomina o cargo de diretor executivo), Andrea Guerra, declarou que “a Luxottica tem excelentes oportunidades de crescimento, uma vez que opera em uma indústria jovem e tem a chance de aumentar a penetração dos produtos nos mercados internacionais. Há canais de vendas recém-desenvolvidos, como o varejo de turismo, as lojas de departamento e o e-commerce. Além disso, por um lado há o envelhecimento da população e, por outro, a capacidade de criar novas áreas de desenvolvimento. Acredito que algumas das frentes de negócio da Luxottica poderão ter crescimento superior a 10% em 2013 – para isso, é preciso olhar para os países emergentes e o sucesso extraordinário alcançado nestes mercados nos últimos anos”.

Guerra citou também que Ray-Ban e Oakley impulsionaram o sucesso da Luxottica no ano passado, bem como a inclusão de Giorgio Armani no portfólio de marcas de luxo, além da expansão internacional da Sunglass Hut e do crescimento do segmento óptico em caráter mundial.

 

Warby Parker

Resultados de 2012

A Warby Parker, site norte-americano de óptica que se destacou no mercado por conta de sua postura revolucionária e iconoclasta com a comercialização de armações de receituário e lentes de grau online, divulgou, na segunda quinzena de janeiro, seu relatório anual.

De forma bem humorada e ilustrada, o documento relatou inclusive o consumo de comida mexicana pelos funcionários de seu escritório e também a distribuição de 250 mil pares de óculos a pessoas menos favorecidas visualmente (a filosofia da empresa é, para cada par de óculos comercializado, outro é doado por meio de organizações não governamentais que militam na área). Considerando-se tais números e o valor médio de armações mais lentes de US$ 95, o VMail estima que isso se traduz em US$ 23,7 milhões de vendas anuais, o que significa 150% a mais em relação a 2011, quando a empresa noticiou a doação de 100 mil pares.

A Warby Parker divulgou também que o quarto trimestre de 2012 foi o melhor em vendas, além da comercialização de 252 monóculos no ano e a abertura de seis showrooms nos Estados Unidos (dois no estado de Nova York, um na Califórnia, um na Flórida, na Carolina do Sul e outro no Tenessee).

 

Essilor

Novas aquisições

A corporação francesa anunciou em janeiro a aquisição de duas empresas. A primeira foi nos Estados Unidos (a fabricante de lentes X-Cel Optical), e a segunda, na França (a Interactif Visuel).

Baseada em Sauk Rapids, no estado de Minnesota, a X-Cel Optical tem vendas anuais de US$ 33 milhões e é uma das únicas companhias norte-americanas de lentes oftálmicas a produzir suas lentes “em casa”, com uma extensa linha de produtos, inclusive lentes especiais. A equipe de liderança se manterá à frente da empresa.

A segunda trata-se da compra de 68,3% da Interactif Visuel Systeme (IVS), fundada em Paris há 15 anos, líder global em soluções tecnológicas para o varejo óptico, sob a marca Activisu, além do Visioffice, esse último já desenvolvido em parceria com a Essilor, atualmente com mais de 80 funcionários e receita anual de € 20 milhões. A IVS está presente em cinco continentes com 30 mil licenças de software em 17 mil pontos de venda. Essa nova parceria permitirá a Essilor atender a demanda crescente do mercado por lentes personalizadas, expandindo sua área de atuação.

 

Safilo

Mais tempo com Liz Claiborne

No início de janeiro, a Safilo divulgou a renovação da licença para o desenvolvimento, a fabricação e a distribuição das marcas Liz Claiborne e Claiborne, que pertencem à J.C.Penney Purchasing Corporation Inc. Assinado inicialmente em 2003, o atual acordo vale até 2017, com a opção de renovação por mais cinco anos.

 

Essilor

Parcerias internacionais

Focando sua estratégia em países de economia favorável e crescimento acelerado, a Essilor anunciou a criação de parcerias com líderes locais na China, na Colômbia e na Turquia, nações que a corporação francesa elencou como mercados-chave em seu plano de desenvolvimento.

Na Colômbia, a Essilor assinou um acordo para adquirir 51% da Servi Optica, um dos maiores laboratórios ópticos da América do Sul, com receita anual de cerca de US$ 29 milhões, que servirá de uma ponte a países como Bolívia, Equador, Peru, Venezuela, onde a Essilor ainda não mantém operação. A transação será submetida à aprovação das autoridades locais.

Na Turquia, a corporação francesa divulgou um acordo de compra da maioria das ações do Isbir Optik, com receita anual em torno de US$ 15 milhões. Após ser analisada pelas autoridades competentes, a previsão é que a negociação seja concluída no segundo trimestre.

Já na China, a transação se deu com a aquisição da maior parte das ações do Tianhong, líder local na distribuição de lentes oftálmicas. Sediado em Dan Yang, tem receita anual de US$ 19 milhões.

A Essilor também anunciou a conclusão da compra de empresas no Marrocos e na Tunísia, respectivamente a Sivo e a Movisia. A Sivo atua, além do território marroquino, na Algéria, na Costa do Marfim, em Camarões e no Togo e tem receita de cerca de US$ 7 milhões. Já a a Movisia é distribuidora das lentes oftálmicas Nikon e Kodak e tem com movimento de cerca de US$ 1 milhão.

Enviar por email

Compartilhar

Últimas edições