tamanho da letra : imprimir

A óptica no mundo

Enviar por email

Compartilhar
Allison
Novo comando
A corporação italiana tem um novo CEO (em inglês, “Chief executive officer”, sigla que denomina o cargo de diretor executivo): trata-se do executivo Giorgio Antichi, com extensa experiência no ramo de finanças e passagem por empresas como Nestlé e Bain & Company. A área comercial da Allison também ganhou reforços, com a contratação de um novo vice-presidente mundial de vendas: Michelle Osti, que vem da Safilo, onde cuidava das contas internacionais e gerenciava as vendas junto aos distribuidores.
Transitions
Novo presidente
Depois de se tornar COO (em inglês, “Chief operating officer”, sigla que denomina o cargo de diretor de operações) em outubro, o norte-americano Dave Cole foi promovido a presidente da Transitions em junho. Atuando há anos como um dos principais executivos, Cole está na empresa desde a sua fundação, em 1990 – antes disso, trabalhou por nove anos na PPG, grupo do qual a Transitions faz parte. Agora, Cole sucede Rick Elias, que atuava como CEO e presidente desde a saída de Brett Craig, em maio de 2010.
Além disso, a empresa de lentes fotossensíveis anunciou também a promoção do então diretor de varejo para os Estados Unidos e Canadá, Alex Louw, a diretor de produção de lentes e vendas para o varejo. Na casa desde 2004, Louw acumulará os dois cargos e se reportará ao gerente geral, Brian Hauser.
Essilor
Testes certificados
A Essilor anunciou o reconhecimento da eficácia de seus testes de produtos com consumidores pela Université Pierre et Marie Curie, o maior complexo médico-científico da França, situado em Paris. É a primeira vez que um fabricante de lentes oftálmicas recebe tal certificação externa em seus testes e protocolos. 

Testes com usuários são a etapa final do processo que avalia se a performance das lentes está bem compreendida pelo consumidor. Desde 2004, a empresa conduz sistematicamente esses testes com todas as suas linhas de produtos – já foram mais de 200 com mais de 15 mil consumidores em todos os continentes.

Mido
Mudança de data
Tinha certo fundamento o boato que se espalhou em março pelos corredores da feira italiana Mido, de que haveria a possibilidade de voltar a ser realizada em maio. Pelo menos no que diz respeito à avaliação da melhor data. A Associação nacional dos produtores italianos (Anfao), responsável por essa que é a maior feira do mundo de óptica, anunciou que a Mido continuará em março, porém “anda” uma semana para frente no calendário e tem seus dias da semana alterados. Com isso, a 42ª Mido ocorrerá de 11 a 13 de março (domingo a terça-feira, abandonando o tradicional trio sexta-feira, sábado e domingo). Segundo a organização da feira, tais mudanças atendem a solicitações de expositores e visitantes.
Mitsui
Compra da Acomon
A indústria química japonesa Mitsui Chemicals anunciou em abril a aquisição de 100% das ações da fábrica de monômeros para lentes oftálmicas Acomon, com sede na Suíça. A Mitsui também produz monômeros e, com essa negociação, passa a ter uma atuação mais global ampliando seu portfólio com lentes de alto índice, além de estabelecer grande proximidade com o mercado italiano.
Hal
União Pearle Europe e GrandVision
Concretizou-se a ação para criar a segunda maior companhia de varejo óptico do mundo: a fusão das duas maiores subsidiárias da holandesa Hal Group, a Pearle Europe e a GrandVision. A estratégia, noticiada na VIEW 106, foi divulgada no relatório de operações de 2010 da Hal, e cria um grupo com 4 mil lojas em 40 países e receitas de mais de € 2,5 bilhões. A união deve ser concluída na metade de 2011 e se chamará GrandVision B.V., com escritórios centrais em Schiphol, Holanda, comandados pelo CEO Theo Kiesselbach, que assumiu em 2002 o posto de CEO das operações alemã e austríaca da Pearle Europe e desde 2006 atua como CEO da GrandVision em Paris. 

A Hal é dona de 98,5% da Pearle Europe, com 3.017 lojas, 697 delas franquias, em 28 países e receita total de € 1,6 bilhão em 2010. Já a GrandVision é 99,7% controlada pela Hal, opera 1.278 lojas em 19 países incluindo 450 franquias ou parcerias e sua receita girou em torno de €1 bilhão no ano passado.

O relatório anual da Hal mostrou também o desempenho de suas duas outras subsidiárias no segmento óptico. A primeira é a Atasun Optik, cuja totalidade das ações pertence à Hal. É uma operação de 43 lojas na Turquia com receita de € 19 milhões em 2010 diante de € 13 milhões no ano anterior. A segunda é a Shangai Red Star Optical (com 78% das ações pertencentes ao grupo holandês), que reúne 63 pontos-de-venda (37 delas são franquias) e gerou receita de € 10 milhões no ano passado superiores aos € 8 milhões de 2009.

Essilor e Shamir
Mais um passo na aquisição
A transação de aquisição de 50% da Shamir pela Essilor, divulgada na VIEW 108, foi aprovada em junho pelas autoridades israelenses. Ainda é preciso obter a aprovação do órgão competente norte-americano, a U.S. Federal Trade Comission, para que a compra seja de fato concluída.
Luxottica
Controle da Multiopticas
Um ano antes do previsto, mais precisamente em julho. Esse é o prazo que a divisão de varejo da Luxottica deve seguir para assumir o controle dos outros 57% da cadeia sul-americana Multiopticas International e ficar com 97% da rede. A corporação italiana havia adquirido 40% da rede em 2009 e deveria optar pela compra do restante em 2012. A negociação atual gira em torno de € 95 milhões. 

Originalmente chilena, a Multiopticas detém mais de 470 lojas sob os nomes Opticas GMO, Econopticas e Sun Planet no Chile, na Colômbia, no Equador e no Peru. Seus dois maiores mercados são o chileno, com 221 unidades, e o peruano, com 141 pontos-de-venda. As vendas líquidas totais bateram os € 80 milhões no ano passado e a meta é faturar € 95 milhões em 2011.

Essilor
Novo centro de tecnologia
A corporação francesa divulgou a construção de um novo centro de tecnologia e inovação nos Estados Unidos, com inauguração prevista para abril de 2012. Com cerca de 4 mil metros quadrados e situado em Farmers Branch, no estado do Texas, o novo local combinará as áreas de pesquisa e desenvolvimento e recursos de engenharia, realocando funcionários de outras localidades.
IOFT
Japão mantém feira
O terremoto e o tsunami que atingiram o Japão em março não cancelarão a 24ª edição da International Optical Fair Tokyo (IOFT), que segue marcada para o período de 11 a 13 de outubro. Estão previstos 550 expositores e 17 mil visitantes de todo o mundo, principalmente de países como China, Cingapura, Coreia, Hong Kong e Taiwan.
Morel
Morte de um ícone
Morreu em 21 de maio, aos 83 anos, Jacques Morel, um dos principais executivos da Morel, companhia francesa de 131 anos. Apesar de aposentado, Jacques ainda era ainda muito atuante no dia-a-dia da empresa e figura proeminente no universo óptico mundial – foi condecorado oficial da Ordem nacional do mérito na França e teve ativa participação no sindicato dos ópticos do Jura (região do país que concentra as fábricas de óculos) e no Silmo. 

Ao longo do tempo, quatro gerações da família Morel tocaram a empresa fundada por Jules Morel em 1880. Atualmente, seus líderes são Jérôme, Francis e Amélie Morel.

Marchon
Ferragamo e Valentino na casa
A Marchon anunciou a adição de duas grifes de peso ao seu portfólio: as italianas Salvatore Ferragamo e Valentino. A primeira, que é conhecida por seus sapatos e estamparia, terá a primeira coleção apresentada pela companhia norte-americana em janeiro, e antes estava nas mãos da Luxottica, que continuará comercializando e prestando assistência até o fim do contrato, em dezembro. Já a grife dona de uma cor própria, o “Vermelho Valentino”, vem de um contrato de 11 anos com a Safilo, que também termina no fim do ano, e deve ter a primeira prévia da coleção apresentada pela Marchon em janeiro.
Marcolin
Celebração do cinquentenário
A corporação italiana está em festa. Fundada em 1961, a Marcolin se prepara para as comemorações de seus 50 anos. Na programação, está a inauguração da La visione oltre lo sguardo (do italiano, algo como “A visão além do olhar”), exposição de arte contemporânea em Milão – em seu novo showroom, no Corso Venezia 36 – com recursos multimídia e experiências multisensoriais em desenhos, esculturas, videos e instalações de jovens artistas internacionais como Grazia Toderi, Elisa Sighicelli, Marcus Schinwald, Kerstin Braetsch, Matthew Brannon, Tobias Rehberger, Sharon Lockhart e Atelier Van Lieshout.
Essilor
Fim de linha com Fay
Depois de um cerca de um ano de permanência no cargo, chega ao fim a gestão do executivo Pierre Fay à frente da presidência de e-commerce em nível global da Essilor of America, que optou por essa investida virtual ao adquirir a maioria acionária do site FramesDirect.com, dedicado ao comércio eletrônico de óculos, lentes de contato e acessórios para óptica nos Estados Unidos e a criação do MyOnlineOptical.com, ferramenta de comércio eletrônico criada pela empresa para auxiliar ópticos e optometristas independentes a oferecer seus produtos online. 

Antes disso, Fay havia atuado como vice-presidente executivo da divisão de atacado da Luxottica para a América do Norte, posição que ocupou por cinco anos, além de ter sido o criador do site Eyeweb.com.

Resultados Financeiros

Highmark
A norte-americana Highmark, controladora da Viva por meio de sua subsidiária HVHC, reportou rendimentos líquidos de US$ 70,5 milhões em 2010, o que significa um crescimento de US$ 44,9 milhões em relação a 2009. Na área de varejo, a HVHC tem 541 lojas em 40 estados, incluindo 18 unidades adicionadas no ano passado. O seguro de visão Davis Vision somou 16,4 mil vidas. No total, a receita líquida foi de US$ 14,6 bilhões, comparados com os US$ 13,7 bilhões do ano anterior, e o lucro líquido bateu os US$ 462,5 milhões diante dos US$ 187,7 milhões em 2009.

Marcolin
Em 28 de abril, o conselho da empresa aprovou os resultados financeiros de 2010 e uma proposta de distribuição de dividendos a seus acionistas. Também foi avaliado um plano de recompra de ações. As vendas da Marcolin em 2010 foram de € 207,7 milhões versus € 180,3 milhões em 2009 e o lucro líquido atingiu € 18,6 milhões (esse total foi de € 7,1 milhões no ano anterior). Os acionistas também apontaram um novo grupo de diretores, de 13 pessoas, por um período de três anos, que é composto por Giovanni Marcolin Coffen (presidente), Diego Della Valle, Massimo Saracchi, Andrea Della Valle, Maurizio Coffen Marcolin, Emilio Macellari, Cirillo Coffen Marcolin, Vito Varvaro, Maurizio Boscarato, Stefano Salvatori, Carlo Montagna e Emanuele Alemagna.

 

Enviar por email

Compartilhar

Últimas edições